0800 060 7000

Professor da Uniabeu é condecorado com Medalha Tiradentes na ALERJ

Por Anderson Guilherme

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro concedeu ao médico e professor João Gabriel Lima Daher a Medalha Tiradentes, a mais alta condecoração do Estado. A medalha retrata uma honraria concedida pelo Governo a pessoas que prestaram relevantes serviços à causa pública. A premiação foi instituída pela Resolução nº359, em 08 de agosto de 1989; tal honraria é realizada uma vez por ano em abril, preferencialmente no dia 21 – feriado nacional em memória de Joaquim José da Silva Xavier (Tiradentes).

A cerimônia de entrega da premiação aconteceu no dia 04/04 no Plenário Barbosa Sobrinho. A oferta e a entrega foram realizadas pela deputada Maria de Fátima Pereira de Oliveira (Fatinha) do Solidariedade. Além da presença de outros deputados, o vice-reitor da Uniabeu, Paulo Roberto de Menezes Chaves, também prestigiou a sessão.

João Daher, dep. Fatinha e o vice-reitor Paulo

Na abertura da sessão, a deputada Fatinha do SD proferiu um discurso relatando a importância das ações que são realizadas por João Daher na região da Baixada Fluminense. Sendo ela da região, Fatinha exaltou as atividades de Daher que ganharam notoriedade pelos projetos gratuitos na região, voltados às pessoas com doenças raras e autoimunes, “há pessoas e Instituições exercendo atividades desenvolvimentistas para mudar a realidade de outras pessoas. Dr. João Gabriel e a Uniabeu estão entre elas”, relatou. Na Uniabeu, o professor e médico geneticista com experiência em doenças raras é o responsável pelo Núcleo de Ensino Multiprofissional para Doenças Raras, onde são ofertados atendimentos gratuitos à comunidade na companhia dos alunos da área de saúde da Instituição. Além de fornecer este serviço em Belford Roxo, Daher ainda responde como titular da Subsecretaria Municipal de Doenças Raras da Cidade de Queimados.

Presente na sessão e ocupando um lugar na Mesa Diretora do Plenário, o vice-reitor da Uniabeu, Paulo Roberto, se pronunciou, demonstrando gratidão pela honraria concedida ao docente da Instituição, “Dr. Daher ministra a disciplina Medicina de Precisão na Uniabeu, o trabalho dele é referência em nossa Instituição e em toda região. Agradeço a deferência a ele em nome da Uniabeu e parabenizo a iniciativa de homenageá-lo; sem dúvida ele é merecedor da honraria”, destacou o vice-reitor.

Eu seu discurso de agradecimento, João Daher ressaltou: “A sensibilidade do professor Paulo Roberto (vice-reitor) e do reitor, professor Valdir Vilela, viabilizou a criação de um Ambulatório na Instituição para ensino, atendimento e tratamento gratuito a pacientes com a síndrome de Doenças Raras Autoimunes. Sinto-me orgulhoso em dizer que é a primeira Instituição de Ensino Superior do Estado do Rio de Janeiro com esse procedimento. Essa parceria traz diversos destaques que acenam positivamente para novos desenvolvimentos no eixo educação/saúde.” Além de enaltecer o serviço prestado em parceria com a Uniabeu, Daher ainda ressaltou que “a medalha Tiradentes representa também uma grande vitória para todas as pessoas que acreditam no projeto de desenvolvimento das doenças raras em todo o Estado do RJ”. Com um olhar voltado para os projetos futuros o médico ainda completou: “nosso próximo passo é sensibilizar o poder executivo e legislativo para avançar com a elaboração de um programa de saúde que atenda a Baixada e a outras comunidades do Rio de Janeiro para ampliar ainda mais o diagnóstico desse grupo de pacientes”.

Recentemente, João Daher participou de uma audiência pública na Alerj que pautou os desafios para a saúde de pessoas com síndrome de down. O debate foi realizado pela Comissão de Saúde e pela Comissão da Pessoa com Deficiência da Alerj. A participação de João nesse e em outros eventos que abordem a atenção às pessoas com doenças raras representa a dedicação do docente com a causa. Para ele, levar informação e lutar por melhores condições de atendimento a essas pessoas é fundamental, já que no Brasil a maioria das consultas e tratamentos voltados às doenças raras fogem do orçamento de muitos.

Além da medalha, Daher recebeu um diploma que certifica a condecoração. No fim da sessão, o professor recebeu as felicitações dos presentes e fotografou com alguns dos convidados.

A Uniabeu parabeniza o docente pela premiação.

Fotos: Márcio Bravin

Compartilhar:
Rolar para cima

Pesquisar